Empoderamento Feminino e o Mercado Imobiliário

Empoderamento Feminino e o Mercado Imobiliário

Ao longo dos anos as mulheres tem participado expressivamente do mercado imobiliário, de maneira que hoje já somam um parcela significativa, investindo ou consumindo.

Tal comportamento tem colocado as mulheres em posição privilegiada em campos sociais, políticos e econômicos.

Atualmente as mulheres alcançaram destaque no cenário imobiliário e deixaram de ser coadjuvantes na hora de comprar imóvel.

O fato se resume ao Empoderamento Feminino, ato que constitui conceder o poder de participação social às mulheres, garantindo que possam estar cientes sobre a luta pelos seus direitos, como a total igualdade entre os gêneros, por exemplo.

É notória a importância das mulheres no mercado como um todo,

Elas estabelecem liderança, possuem sensibilidade quanto a questões ligadas ao gênero nos mais altos níveis, além de tratar todos os homens e mulheres de forma justa e com igualdade, não discriminando ou excluindo.

Dados das empresas Facebook e Google apontam que em média 44% dos interessados em adquirir um imóvel são Mulheres entre 25 e 54 anos, e esses números só tendem a crescer a medida que conseguimos implementar medidas que vão de encontro ao Empoderamento Feminino.

Fundamental na escolha dos imóveis, tem posição de grande importância nas grandes empresas de arquitetura, seja idealizando ou executando projetos.

O aumento da presença feminina no mercado de trabalho e o crescimento na carreira, a mobilidade social causada pelo aumento da renda e, muitas vezes, a conquista da independência financeira ou a posição de chefe de família trazem para a mulher mais poder aquisitivo e de influência.

O positivo é: mais mulheres podem buscar e, especialmente, fechar negócios no mercado imobiliário.

Elas têm condições de comprar o imóvel que mais agradar, tanto considerando características relacionadas à moradia quanto ao preço e condições de pagamento.

Se o conjunto não agradar, a compra não será feita.

Portanto, considerar o maior poder aquisitivo e a grande influência exercida pela mulher é fundamental para o ramo imobiliário, já que é uma parcela de consumidores que não deve, de forma alguma, ser desprezada.

Atenção aos detalhes.

Uma característica associada às mulheres é a maior atenção aos detalhes.

O olhar feminino está ligado a uma visão abrangente, com foco em pontos que vão impactar a rotina no novo lar, desde questões como a qualidade do piso e conservação, passando pelo valor e facilidades de pagamento, até pontos relacionados a mobilidade e locais da vizinhança. Esses fatores são decisivos para fechar ou não um negócio.

Ser detalhista não é uma característica exclusivamente da mulher.

Apesar disso, não se deve desconsiderar a maior capacidade feminina de observar e se preocupar com questões que, em um primeiro momento, poderiam passar despercebidas, mas que farão toda a diferença em médio e longo prazo.

Em um momento no qual os empreendimentos competem para ter mais diferenciais, todos os detalhes são importantes, ainda mais para a mulher.

Assim, é importante perceber que o menor dos erros não passará despercebido e poderá ser o motivo para ela desistir do imóvel, assim como um detalhe positivo chamará a atenção e pode fazer muita diferença.

Iniciativa para pesquisar e visitar imóveis.

Não ter preguiça de pesquisar e visitar imóveis interessantes é uma característica muito ligada às mulheres dentro do mercado imobiliário.

Costuma-se dizer que o processo de compra é menos incômodo para a mulher, já que seria encarado de forma mais natural e leve, apesar de todos os transtornos.

Com isso, ela não se cansará de buscar um lugar que atenda aos requisitos que ela quer e, se não for assim, dificilmente vai concluir a aquisição.

Ao não agir por impulso e ser atenciosa, a mulher aumenta seu nível de exigência.

Além de fazer uma pesquisa muito mais detalhada e abrangente, é a mulher que, em geral, faz a primeira visita ao imóvel.

A primeira impressão é fundamental e, caso ela goste, poderá visitar novamente e, se for o caso, vir acompanhada de seu (a) cônjuge, que ajudará na escolha.

Buscas por diferenciais.

Justamente por ter, em geral, mais atenção aos detalhes, a mulher busca por diferenciais que tornem o lugar onde irá morar melhor.

Não basta ser básico: deve haver outros pontos que façam daquele imóvel uma boa escolha de compra.

Esses diferenciais podem ser um conjunto de fatores que têm a ver com a localização, o tamanho do imóvel e como ele atende às necessidades da compradora, quais as vantagens para quitar a dívida e quais as comodidades que a futura moradora terá.

As opções que atenderem melhor às diversas exigências provavelmente vão ter preferência na hora da compra.

Muitas companhias já oferecem mais do que apenas uma moradia.

Condomínios, por exemplo, tentam se diferenciar com ofertas que poderiam conquistar as mulheres, como áreas para cuidados de beleza.

Empoderamento Feminino e o Mercado Imobiliário . Ter espaços verdes, piscina e outras opções de lazer, seja no condomínio, seja em seu entorno, podem ser o diferencial que fará a mulher fechar negócio com uma empresa e não com outra.
Fique atento ao que acontece no mundo!

 

+ Volp 40 na Voluntários da Pátria

+ Meet Botafogo na Rua da Passagem

+ Botanique Jardim Botânico

+ Diferenças entre construções residenciais antigas e modernas

+ Saiba que peça de decoração nunca saiu de moda

Compare listings

Comparar